29/03/2013

Parece que estamos na Páscoa não é?

Tenho as melhores recordações da época da Páscoa.
Lembro-me que a minha mãe me acordava cedo e eu levantava-me cheia de entusiasmo por saber que íamos para a aldeia. Lembro-me de atravessarmos uma via rápida para apanharmos o autocarro e do frio que sentíamos enquanto esperavamos que viesse. Lembro-me de entrar na estação de São Bento e esperar ansiosa pelo chegar do comboio que nos levaria. Lembro-me de entrarmos no comboio e do mesmo estar tão cheio que já nem saíamos da porta fazendo a viagem ali de pé todo o caminho.
Lembro-me de chegar à aldeia, rever a família, das brincadeiras com os meus primos. Lembro-me de ver a minha avó a fazer o folar, de o decorar com ovos, da decoração da mesa com laranjas e a toalha branca.
Lembro-me de vermos o compasso ao longe e de corrermos para casa de cada um dos meus tios para beijarmos a cruz mais do que uma vez. Lembro-me que a visita pascal terminava em casa da minha avó e das partidas que faziam, como prender o envelope com o dinheiro com um alfinete para que não o conseguissem tirar da mesa e do quanto era divertido.


A vida entretanto foi mudando e há já alguns anos que a Páscoa já não tem este significado. Já não vou à aldeia, já não abrimos a porta ao compasso, já não como o folar.
Este ano nem sequer fui, como habitualmente, passar este fim de semana prolongado fora.
Este ano fico por casa sozinha, sem tradições mas ainda com as recordações e com as amêndoas para adoçar um pouco a vida.
Boa Páscoa a todos!


Geri

2 comentários:

  1. Por cá, a Páscoa é um domingo como os outros...

    Bom fim-de-semana!

    Beijo.

    ResponderExcluir

Estejam à vontade para comentar, cá estarei para responder!